Navegação: Home - Artigos - Psicologia - O que é ansiedade e quais são os sintomas?

O que é ansiedade e quais são os sintomas?

Postado por em 27, julho 2012

A Ansiedade é uma das emoções mais perturbadoras que as pessoas podem sentir. É, algumas vezes, chamada de medo ou nervosismo.

Acontecimentos, positivos e negativos, importantes da vida (ambiente) podem contribuir para o surgimento da Ansiedade, principalmente quando os indivíduos enfrentam experiências difíceis e aversivas no cotidiano.

Estes acontecimentos propiciam alterações físicas, comportamentais e cognitivas (pensamentos), que o indivíduo experimenta quando está ansioso. Estas alterações são chamadas de respostas de ansiedade, que o impulsiona a lutar (enfrentar), fugir ou congelar (paralisar), diante dos estímulos ou situações de ansiedade.

A Ansiedade é acompanhada da percepção de que se está em perigo, ou de que se está sendo ameaçado, ou de que está vulnerável ao ambiente e pessoas.

Uma ameaça ou perigo pode ser físico, mental ou social. Uma ameaça física ocorre quando acreditamos que seremos machucados fisicamente (picados por uma cobra, um ataque cardíaco, ser atacado). Uma ameaça social ocorre quando acreditamos que seremos rejeitados, humilhados, envergonhados ou criticados. Uma ameaça mental ocorre quando algo faz com que nos preocupemos de que estamos ficando loucos ou de que podemos adoecer e até morrrer a qualquer momento.

A percepção da ameaça varia de pessoa para pessoa. Crescer em um ambiente caótico e inconstante pode levar uma pessoa a concluir que o mundo e as outras pessoas são contínua e constantemente perigosas. Desta forma, sentem-se mais ansiosas. 

O ambiente que a pessoa esteve inserida (infância e adolescência) e/ou está inserida (eventos atuais) predispõe a manifestação da Ansiedade, na relação do indivíduo com o mundo, de forma que a presença desta emoção é esperada e natural a todos.

A Ansiedade é considerada uma doença ou problema emocional, quando ela aparece intensamente nas relações do indivíduo, causando-lhe um significativo sofrimento físico e emocional e prejuízo em seu funcionamento ocupacional (trabalho, atividades cotidianas, família, relacionamentos íntimos e sociais, entre outros).

Os Sintomas da Ansiedade são classificados em Físico e Cognitivo. No entanto, aparecem ao indivíduo em conjunto.

 Sintomas Físicos:

  • batimento cardíaco acelerado;
  • boca seca;
  • cansaço fácil;
  • dificuldade para engolir ou “bola na garganta”;
  • esquiva de lugares que estimulam a ansiedade;
  • facilmente assustado;inquietação;
  • náusea, diarréia ou problemas estomacais;
  • respiração superficial;
  • rubores (calores) ou calafrios;
  • tensão muscular, dores musculares;
  • tonteira, vertigem;
  • transpiração não devido ao calor; mãos suadas;
  • tremores, espasmos musculares;
  • urinação freqüente;

 Sintomas Cognitivos:

  • dificuldade de concentração;
  • dificuldade de pegar no sono ou dormir;
  • incapacidade de lidar com dificuldades;
  • irritabilidade;
  • nervosismo;
  • pensamentos freqüentes de perigo;
  • pensamentos freqüentes de que algo terrível irá acontecer;
  • preocupação freqüente;
  • sentindo-se tenso ou excitado;

Quando a Ansiedade é elevada ou intensa e o indivíduo não mais a controla e percebe que sua vida está sendo prejudicada pelos sintomas da ansiedade,  é possível dizer que ele está com um problema emocional ou psicológico e que precisa de tratamento medicamentoso e/ou psicoterapêutico. Portanto, é importante que ele procure por um médico psquiatra para realizar um diagnóstico correto de sua ansiedade.

 Quando há intenso sofrimento emocional e prejuízos na dinâmica de vida atual do indivíduo, a Ansiedade pode configura-se em um Transtorno de Ansiedade, que inclui: Fobias (medo de pessoas, coisas ou situações específicas, tais como: eventos sociais, pessoas, alturas, elevadores, insetos, voar de avião, entre outros); Transtorno de Pânico (sentimentos intensos de ansiedade, nos quais as pessoas, muito frequentemente, sentem estar prestes a morrer ou a enlouquecer); Transtorno de Estresse Pós-Traumático (lembranças repetitivas de traumas terríveis com altos níveis de sofrimento); Transtorno Obsessivo-Compulsivo (pensar e fazer coisas repetidamente) e Transtorno da Ansiedade Generalizada (uma mistura de preocupações e sintomas de ansiedade experimentados a maior parte do tempo).

Pesquisar no site